Perguntas Frequentes

Meu médico não conhece a técnica, e agora?

Existem centros de referência no Brasil que realizam este procedimento. O paciente e seu médico devem fazer contato com um destes centros para receber as informações necessárias sobre o encaminhamento para avaliação. Usualmente, o centro de referência que recebe o paciente fará contato com o médico que acompanha o paciente para os esclarecimentos necessários sobre as indicações e o tratamento com válvulas. É fundamental que após o tratamento com válvulas o paciente retorne ao médico Pneumologista de origem para acompanhamento clínico regular em consultório ou ambulatório. A equipe que realiza o procedimento estará sempre à disposição do médico Pneumologista e do paciente para orientação e acompanhamento.

É coberto pelos planos de saúde?

Ainda não está disponível no ROL da ANS (Agência Nacional de Saúde), entretanto diversos convênios têm aprovado caso por caso.

É feito pelo SUS?

As válvulas possuem registro junto a ANVISA desde 2005, entretanto, ainda não está disponível para tratamento via SUS.

O que posso esperar do procedimento, qual é a eficácia?

Embora as válvulas não sejam capazes de reverter ou curar o enfisema, o procedimento tem se mostrado seguro e eficaz em pacientes portadores de enfisema pulmonar avançado resultando em melhora da falta de ar, aumento da capacidade de exercício nas tarefas diárias e melhora da qualidade de vida. Tais benefícios são de intensidade variável de um paciente para outro na dependência do grau de comprometimento pela doença (enfisema) e da seleção adequada do paciente para o procedimento. Esta seleção é baseada em avaliação de função pulmonar, radiografias (tomografias) entre outros exames que definirão se o paciente é elegível para o procedimento. O tratamento com as válvulas não impede que o paciente se submeta futuramente a outras modalidades de tratamento, incluindo cirurgias e transplante. O tratamento com válvulas não substitui o tratamento clínico com medicações que deverá ser continuado sob a orientação do médico Pneumologista que acompanha o paciente regularmente.

Como é o procedimento de colocação das válvulas?

O preparo para o procedimento inclui ajustes na medicação, avaliação com tomografia computadorizada do tórax (radiografia), exame de função pulmonar (teste do sopro) e reabilitação pulmonar (programa de exercícios ministrados por médicos e fisioterapeutas especializados). O procedimento requer internação hospitalar e é feito através de um exame chamado broncoscopia flexível o qual permite ao médico ver a parte interna das vias de passagem do ar para os pulmões (traqueia e brônquios). A broncoscopia flexível é realizada sob sedação que é um tipo de anestesia na qual o médico administra medicação pela veia que induz a um sono profundo durante o período do exame. Através da broncoscopia flexível, instalam-se pequenas válvulas no interior dos brônquios. O procedimento dura entre 30-40 minutos. Depois de colocadas, as válvulas não causam dor ou sensibilidade local, sendo construídas com materiais especiais para permanecerem onde são colocadas. O paciente permanecerá internado por 2 a 3 dias para observação, após o qual obterá alta do hospital para casa, devendo retornar ao médico Pneumologista para avaliações regulares uma após a alta.

A válvula brônquica é indicada para qualquer portador de DPOC?

Não. Embora as válvulas não revertam ou curem o enfisema pulmonar, o procedimento é seguro e eficaz apenas em casos muito bem selecionados, a forma de realizar a seleção, ou seja, de saber quem se beneficiará do procedimento, passa por uma avaliação que inclui diversos exames médicos e radiografias. As válvulas brônquicas são indicadas para determinados tipos de DPOC. Mais especificamente para portadores de enfisema grave com acometimento predominante de determinadas áreas do pulmão (lobo). Assim sendo, a indicação da colocação das válvulas deve ser estabelecida por especialistas que irão analisar e solicitar exames para ver se existem condições técnicas para a colocação das válvulas.

O que são e como funcionam essas válvulas brônquicas?

Válvulas brônquicas são dispositivos colocados nos brônquios. O procedimento de instalação das válvulas é realizado através de uma broncoscopia com mínima permanência hospitalar. Uma vez colocadas, as válvulas dificultam a entrada do ar dos pulmões ao mesmo tempo em que facilitam a saída do ar das áreas mais afetadas pelo enfisema, desta forma a medida que o indivíduo respira as válvulas reduzem o volume de ar pulmonar nas áreas doentes, permitindo que outras áreas menos afetadas pela doença funcionem melhor, facilitando a respiração. As válvulas são feitas para ficarem no local, porém podem ser removidos por endoscopia caso necessário. Essas válvulas proporcionam a melhora dos sintomas, da capacidade para o exercício e dando qualidade de vida dos pacientes

O que é Balão intra-aórtico?

O Balão intra-aórtico é uma terapia temporária e mecânica que estabiliza o músculo cardíaco do paciente, equilibrando a oferta e demanda de oxigênio.

O cateter balão fica localizado na aorta descendente e inflar e desinfla sincronizado com o ciclo cardíaco. Infla no início da diástole, provocando aumento da perfusão coronariana, e desinfla no final da diástole, diminuindo o esforço cardíaco.

Quais são as indicações para o Balão intra-aórtico?
  • Choque cardiogênico
  • Angina instável refratária
  • Infarto agudo do miocárdio (IAM)
  • Infarto iminente
  • Suporte profilático na preparação para cirurgia cardíaca
  • Choque séptico
  • Falha ventricular refratária
  • Complicações do IAM
  • Suporte para procedimentos percutâneos, diagnóstico ou revascularização
  • Ponte mecânica na assistência a outros dispositivos
  • Desmame de extra-corpórea
  • Geração de fluxo pulsátil intra-operatório
  • Suporte cardíaco para procedimentos cirúrgicos não cardíacos
  • Isquemia intratável relacionada a arritmia ventricular
  • Disfunção miocárdica pós cirúrgica / síndrome de baixo débito cardíaco
  • Contusão do miocárdio
  • No suporte cardíaco seguido a correção de defeitos congênitos
Quais são as contraindicações do Balão intra-aórtico?
  • Insuficiência da válvula aórtica severa
  • Aneurisma abdominal e/ou aórtico
  • Calcificação aorto-ilíaca severa
  • Doença vascular periférica e cicatrizes no local de inserção
  • Inserção sem bainha em pacientes com obesidade severa
Como escolher o cateter adequado para cada paciente?

O cateter é escolhido com base na altura do paciente. Na lateral da embalagem há uma tabela indicando o cateter adequado para cada paciente.

TAMANHOS CATETERS

O Balão intra-aórtico pode funcionar somente com um sinal de disparo (ECG ou Pressão Arterial)?

No caso da perda de um dos sinais de disparo, o equipamento muda, automaticamente, para o outro sinal disponível e o paciente continua recebendo a terapia sem interferência. Se o equipamento estiver usando apenas um sinal de disparo e houver qualquer tipo de intercorrência, o paciente para imediatamente de receber o suporte do BIA. Portanto, apesar do equipamento continuar funcionando com a perda de um dos sinais de disparo, é indispensável o uso das duas vias.

Quanto tempo dura um cilindro de gás hélio?

Se utilizado por 24 horas todos os dias, o cilindro tem duração de 3 meses.

Quem deve realizar a troca do cilindro de gás hélio?

As responsabilidades pela troca são, respectivamente, da Engenharia Clinica, Equipe de Enfermagem e Equipe Médica.

Por que as informações de Pressão Arterial devem ser verificadas no BIA e não no monitor beira leito?

Naturalmente o pico de pressão arterial acontece durante a sístole, porém, com o efeito do Balão intra-aórtico o pico de pressão ocorre na diástole.

O monitor beira leito pode inverter as informações e reconhecer a pressão diastólica como sistólica e vice versa. Portanto, para alimentar os prontuários ou informar aos médicos, deve-se levar em consideração as informações dadas pelo equipamento BIA.

Qual a autonomia da bateria do Console Balão intra-aórtico?

A bateria possui autonomia de 3 horas, para transporte do paciente.

Manter o equipamento sempre ligado à rede elétrica.

Qual a diferença entre a TACE convencional e a TACE com partículas carregadas?

cTACE : administra quimioterápicos juntamente com óleos seguido pela administração de agentes embólicos. Os óleos são para emulsificar os fármacos (lipiodol, etiodol) ou são agentes embólicos; realizada sob fluoroscopia; grande quantidade de fármaco na circulação sistêmica gera efeitos colaterais (dor, perda de cabelo, neutropenia, cardio/nefro toxicidade).
hqTACE: o agente embólico transporta o fármaco; agente embólico com efeito duplo:embólico e quimioterápico; age diretamente no tumor; maior concentração do fármaco no tumor e menor na circulação sistêmica  (liberação controlada) reduzindo efeitos colaterais; diminui a toxicidade do fármaco, gera menor impacto na função hepática normal.

Como ocorre o carregamento da Hepasfera com o quimioterapico?

Por meio de interação mecânica e mecanismo de troca iônica reversível.

HEPASPHERE – Qual a vantagem de sua caracteristica de conformidade?

Podem ocluir vasos bifurcados, Molda-se ao lúmen do vaso para oclusão completa e maior área de contato, Maior área de contato com o tumore de liberação do fármaco.

Quais as diferenças de Embosferas e PVA?

nsPVA- Oclusão proximal, embolização distal incompleta, isquemia de tecidos adjacentes, potencial de reperfusão, agregação, penetra no endotélio, formção de trombo. Embosfera-conformidade no vaso- não penetra o endotélio, não agrega, não forma trombo, oclusão distal

Quais as vantagens por serem hidrofílicas?

Previne agregação durante a injeção e in vivo, Facilita o manuseio, Promove entrega precisa ao vaso, Fluxo direcionado (fluxo fisiológico transporta esfera), Permite que cada esfera percorra o caminho independentemente da outra, Não obstrui cateter.

Quais as vantagens de sua complacência?

Complacência facilita passagem pelo microcateter, com compressão de 33%, retornando ao formato original após a passagem; Não obstrui seringa e cateter; Permite uso de grandes esferas em pequenos diâmetros internos de microcateteres .

Quais as vantagens de seu format esferico?

Mesma forma que o lumen do vaso- Obstrução complete, Não necessita de embólicos adicionais, Não migra, tem afinidade a parede do vaso, oclusão durável.

Qual a composicão das embosferas?

Polímero acrílico impregnado com gelatina de origem suína.

Quais as principais características da embosfera?

Esférica, Calibrada, Biocompatível, Hidrofílica e Complacente.

Quais as indicacões da embosfera?

Fins terapêuticos ou pré-operatórios: Tumores hipervasculares incluindo fibromas uterinos; Mal- formação arterio-venosa; Embolização hemostática.

O que e embolizacao?

Oclusão intencional de uma artéria ou veia mediante a injeção diferentes agentes embólicos. Esses agentes são depositados no leito vascular através de procedimentos de cateterismo percutâneo, ou seja, pela introdução de um fino tubo plástico denominado cateter através de uma veia ou artéria.

Posso utilizar a tecnologia PiCCO2 em pacientes pediátricos?

Sim, a tecnologia PiCCO2 possui um cateter especifico para uso em pacientes pediatricos a partir de 5kg.

Por quanto tempo posso manter o cateter no paciente?

A Pulsion recomenda que sigam o protocolo do Hospital, ou da CCIH.

Quais são as informações enviadas para a Central de enfermagem?

São os sinais de Pressão Arterial Media e Pressão Venosa Central.

O monitor PiCCO2 tem comunicação com a central de enfermagem?

Sim, e pode ser feito diretamente desde que haja infraestrutura de cabos, ou interligando diretamente via monitor multiparamétrico beira leito.

Os cabos fazem parte do monitor?

Sim, o monitor é fornecido com um cabo de debito cardíaco, cabo sensor de temperatura, dois cabos de pressão

Posso transportar o monitor?

Sim, desde que em pequenos percursos devido a sua bateria ser de 30 minutos

Posso puncionar o CVC na veia femoral?

Sim, o importante é que o paciente tenha ao menos um acesso central e o mesmo pode ser:
jugular; subclavia ou femoral

O monitor PiCCO2 monitora o ECG?

Não, o monitor PiCCO2 monitora somente parâmetros hemodinâmicos

Quem pode ter miomas?

Quem pode ter miomas?

Miomas uterinos são os tumores mais comuns dentro do sistema reprodutor feminino, por isso todas as mulheres estão em risco possível de desenvolvê-los.Durante o exame ginecológico anual interno, ou se você marcar uma visita especial para investigar possíveis sintomas, o seu médico irá verificar o tamanho do seu útero. Se ele sente alargada, o seu médico pode prescrever um ultra-som abdominal ou transvaginal, que pode confirmar a presença, localização e tamanho dos miomas. Outros métodos podem ser usados ​​para confirmar os fibromiomas uterinos, incluindo imagiologia de ressonância magnética (MRI). Depois de identificar o tamanho e localização do seu mioma (s), e também depois de outros testes de diagnóstico, o médico pode recomendar a exclusão de outras, potencialmente mais graves, condições, e aconselhá-lo sobre suas opções e um curso de tratamento recomendado mioma uterino.

Além disso, muitos trabalhos clínicos citar as mulheres afro-americanas como especialmente suscetíveis ao desenvolvimento de miomas uterinos. Acredita-se que as mulheres afro-americanas desenvolvem sintomas mais rápido e em maior magnitude do que outras mulheres. Estima-se que entre 50% e 80% das mulheres afro-americanos nos Estados Unidos irá desenvolver miomas. Devido à prevalência desta condição, é essencial para todas as mulheres para entender miomas, possíveis sintomas e as opções disponíveis para o tratamento dos miomas uterinos.

A maioria dos médicos acredita que os casos de miomas encolhimento ocorrer quando uma mulher passa pela menopausa. Consequentemente, a maioria dos miomas uterinos são diagnosticadas e tratadas em mulheres entre as idades de 35 e 54. No entanto, os miomas podem e ocorrem em mulheres com idade inferior a 35 anos, mesmo tão jovem quanto o início dos anos 20. Nos Estados Unidos, há cerca de 42 milhões de mulheres entre estas idades. Na literatura clínica, estima-se que entre 20-40% de todas as mulheres têm miomas. Isto significa que 10 a 21 milhões as mulheres têm miomas nos Estados Unidos.Deste grupo de cerca de 5,5 milhões vai procurar tratamento a cada ano. Entre 200.000 e 300.000 histerectomias realizadas todos os anos são para fibróides uterinos sintomáticos.

O tratamento de miomas sintomáticos é a razão número 1 porque as mulheres têm uma histerectomia nos Estados Unidos hoje.

Obter Mais Informações: Obter um pacote de informações Localize um médico perto de você

Incontinência Urinária e Freqüência

Incontinência Urinária e Freqüência

Sintomas fibróides uterinos pode variar dependendo do tamanho, da severidade e localização dos miomas. Um sintoma comum experimentado por mulheres com miomas uterinos é a incontinência urinária e frequência.

Além da dor pélvica e pressão, o crescimento de miomas uterinos também pode provocar uma enorme pressão sobre os órgãos circundantes do útero. Um dos órgãos frequentemente afectadas durante o crescimento dos tumores fibróides é a bexiga. Como pressão adicional é aplicada a este órgão, o risco de incontinência urinária, ou a perda de controlo da bexiga, bem como a ocorrência de frequentes aumentos de micção. Não só isso pode causar uma grande quantidade de dor e desconforto, mas também pode se tornar um obstáculo em suas atividades cotidianas.

Outro possível efeito do crescimento do tumor fibróide uterino pode ser aumentada a pressão para o intestino. Isso pode causar prisão de ventre e / ou inchaço desconfortável. Se você sente que está enfrentando esses sintomas potenciais de miomas em uma base regular, consulte um profissional de saúde, a fim de excluir ou diagnosticar eventuais problemas de saúde graves.

Para saber mais sobre os sinais e sintomas de miomas , bem como possíveistratamentos de tumores fibróides e alternativas para uma histerectomia, entre em contato com nossos representantes para conversar on-line, conversa por telefone, ou localizar um radiologista intervencionista (IR) ou OB / Gyn em sua área com nosso localizador médico .

Mais informações sobre potenciais sympotms de miomas uterinos:

Sangramento menstrual excessivo

Dor pélvica ou pressão

Dor Pélvica e Pressão

Dor Pélvica e Pressão

Miomas uterinos tendem a ser hormonalmente sensível, o que significa que com a liberação de estrogênio do corpo de uma mulher, os miomas aumentar de tamanho. Esta é também a razão que os sintomas de miomas, muitas vezes ocorrem ciclicamente muito parecido com o ciclo menstrual. Como os miomas crescem eles podem colocar uma pressão adicional sobre os órgãos vizinhos, que pode ser extremamente dolorosa. Este crescimento dos miomas pode causar dor abdominal inferior consistente, assim como inchaço, que é por vezes confundido com o ganho de peso ou gravidez. Se você estiver sentindo dor pélvica e pressão ou qualquer outro tipo de sintomas fibróides uterinos , um exame ginecológico completo deve ser feito imediatamente para determinar a causa.

Dor e pressão pélvica pode ser causada não só por o tamanho de um tumor fibróide uterina, mas o local também. Dependendo da gravidade e da localização de um tumor fibróide, condições adicionais podem acompanhar o tumor fibróide uterina, tais como endometriose e adenomiose.

Adenomiose ocorre quando o tecido que reveste a parede uterina externo (endométrio) cresce dentro da camada média da parede do útero e tecido vascular de suporte (miométrio). Normalmente, o revestimento do útero exterior evita aderências ocorra. No entanto, quando miomas uterinos desenvolver e começam a crescer, a possibilidade de adesões também cresce, o que também pode causar muita dor. endometriose ocorre quando o tecido do endométrio se encontra do lado de fora do útero, e pode ser dolorosa e outra sintoma desconfortável de miomas uterinos. Mais uma vez, a fim de diagnosticar corretamente os miomas uterinos e efetivamente determinar a causa destes sintomas, um exame ginecológico completo deve ser realizado.

Se você estiver enfrentando qualquer dor pélvica e pressão, ou outros sinais e sintomas de miomas e gostaria de mais informações sobre tratamento de miomas uterinos opções e alternativas de histerectomia, por favor utilize olocalizador médico para encontrar um OB / GYN ou um radiologista intervencionista (IR) em sua área.

Mais informações sobre outros sintomas potenciais de miomas uterinos:

Sangramento menstrual excessivo

Incontinência Urinária

Sangramento menstrual excessivo

Sangramento menstrual excessivo

Muitas mulheres enfrentam o risco potencial de miomas uterinos, especialmente entre as idades de 35-54. Portanto, é essencial para compreender os miomas , e seus possíveis sintomas. Dependendo da gravidade dos tumores fibróides, os sintomas podem variar. Um comum sintoma de miomas é o sangramento menstrual excessivo ou pesado prolongado, ou a ocorrência de sangramento uterino anormal.

Normalmente, o ciclo menstrual de uma mulher acontece a cada 28 dias, dura 4-5 dias, e não interfere com as atividades diárias. Períodos pode ser irregular e desconfortável, mas não tipicamente mudar rotina diária de uma mulher. No entanto, se uma mulher experimenta o sangramento menstrual excessivo ou sangramento uterino anormal lá potencialmente poderia ser uma causa mais séria. sangramento menstrual excessivo é um dos sintomas mais comuns de tumores fibróides uterinos. É o sintoma mais prevalente para dois dos três tipos de miomas uterinos: intramurais e submucosos. Ao experimentar os sintomas fibróides uterinos, como sangramento menstrual intenso ou sangramento uterino anormal, existem outros componentes que resultam diretamente a partir dele. Passando coágulos é muito comum com sangramento menstrual excessivo, bem como ciclos prolongados de sangramento e períodos mensais mais longos. Ele também pode ser uma causa da sujidade freqüente, algo que pode interferir com as atividades diárias e estilo de vida. Hemorragia uterina anormal, que é prolongada pode ter alguns efeitos colaterais graves ao longo do tempo. Se não for tratada, pode levar à fadiga e anemia, resultado da baixa contagem de glóbulos vermelhos. Esses fatores podem levar à necessidade de transfusões de sangue. Se você está tendo qualquer tipo de sintomas fibróides uterinos , incluindo sangramento menstrual intenso e / ou sangramento prolongado uterino anormal consultar com um profissional de saúde, a fim de excluir ou diagnosticar a causa desse sintoma. Descubra diferentes de tratamento de mioma uterino opções e aprender mais sobre outros sinais e sintomas de miomas uterinos, incluindo outras causas para o sangramento menstrual excessivo ou pesado, usando nosso localizador de médico para encontrar um OB / GYN ou um radiologista intervencionista (IR) em sua área.

Os sintomas de miomas

Os sintomas de miomas

clique aqui para visualizar uma comparação dos sintomas de mioma e opções de tratamentoMulheres com idades entre 35-54 potencialmente enfrentam um risco aumentado para tumores fibróides uterinos . Compreender miomas e os vários sintomas que podem acompanhá-los é essencial para obter o tratamento adequado.Existem vários tipos diferentes de sintomas que as mulheres podem experimentar se eles têm miomas.Em alguns casos, pode não haver sintomas. Dependendo do tamanho e localização dos miomas, os sintomas podem se tornar tão grave que afeta a capacidade de manter o dia-a-dia. No entanto, muitas mulheres vivem com miomas e ainda manter uma boa qualidade de vida com a capacidade de gerenciar e realizar suas tarefas diárias.

Porque os miomas são hormonalmente sensíveis, os sintomas de miomas são tipicamente cíclico como a menstruação. Um aumento nos níveis de estrogênio pode causar muitos miomas a crescer em tamanho e pode causar sintomas de aumentar também. A gravidade desses sintomas podem ser subestimados, já que algumas mulheres que sofrem de miomas sintomáticos se acostumaram aopesado menstrual sangramento , dor e pressão que eles podem causar.

Alguns dos sintomas mais comuns de fibróides uterinos incluem, sangramento menstrual excessivo, pesado dor pélvica e pressão , e incontinência urinária e frequência. Sangramento uterino anormal ou pesado é um sinal comum de miomas intramurais e submucosos e difere de um período típico menstrual em que pode afetar as atividades diárias. Dor e pressão pélvica pode resultar de o crescimento de miomas o que coloca uma pressão adicional sobre os órgãos circunvizinhos. A incontinência urinária é também causada por crescimento mioma colocando o aumento da pressão na bexiga.

Se você está tendo sinais e sintomas de miomas uterinos, e estão encontrando dificuldades para realizar o seu dia-a-dia e manter seu modo de vida, você deve contactar o seu médico de família ou OB / Gyn imediatamente. Se você e seu prestador de cuidados de determinar que você tem miomas uterinos, é uma boa idéia para discutir os vários tratamentos alternativos para miomas uterinos que estão disponíveis para você, incluindo miomas uterinos embolização .

Se você precisar de ajuda para encontrar um especialista ou um OB / GYN em sua área, utilize o nosso Médico Ferramenta Locator , ou continuar navegando em nosso site para mais informações sobre as opções de tratamento, incluindo miomas embolização da artéria uterina , também conhecido como embolização dos miomas uterinos.

O Útero Saudável

O Útero Saudável

Um útero normal é a forma e o tamanho de uma pêra de cabeça para baixo, de aproximadamente três a quatro polegadas de largura e dois a três centímetros de altura. A parte superior do útero é chamado o fundo, a partir do qual os tubos de falópio estendem para fora de ambos os lados, com um ovário, perto da extremidade de cada uma das trompas de Falópio. Abaixo do fundo é o corpo do útero, que é composta por duas camadas de tecido: o endométrio é o revestimento interior do útero, e o miométrio é a parede muscular do útero. O colo do útero é imediatamente abaixo do corpo do útero e contém o canal cervical, o qual passa para dentro da vagina. Todos esses componentes juntos formam o útero.

Os ovários e certas áreas do cérebro são o centro de controle para o ciclo hormonal da mulher.Hormônios são produzidos dentro do cérebro que controlam todo o ciclo reprodutivo de uma fêmea.Estas hormonas também afectar o nível de estrogénio produzido dentro dos ovários, bem como o crescimento mensal do endométrio. Estrogen produzida nos ovários regula a libertação de ovos durante a ovulação, o que também afecta o útero e a vagina, e em última análise, o crescimento de tumores fibróides uterinos. Como as mulheres se aproximam seus meados de 40, os níveis desses hormônios pode ser desequilibrada, levando a sintomas como ondas de calor, fadiga, alterações de humor e insônia, que normalmente ocorrem durante o início da menopausa. Flutuações desses hormônios ocorrem com menos frequência como uma mulher se aproxima da menopausa completa. Devido ao delicado equilíbrio dos hormônios que são liberados pelos ovários e do cérebro, é necessário entender o papel importante que os ovários eo jogo útero na manutenção de uma mulher ciclo mensal.Também é importante entender o que acontece se o útero e os ovários são repentinamente removida para tratar os sintomas de miomas uterinos. Se uma mulher com miomas uterinos sintomáticos é tratada com uma histerectomia total (onde os ovários são removidos), este delicado equilíbrio pode ser interrompido, o que pode causar outros sintomas, tais como hot-flashes, depressão, alterações de humor, e osteoporose. Embora alguns pacientes se manter os ovários, pode haver outros efeitos colaterais com a remoção do útero, tal como incontinência urinária, disfunção sexual, e as adesões.

O que são miomas?

O que são miomas?

Miomas uterinos são tumores benignos (não cancerosos), que crescem sobre ou no interior do tecido muscular do útero. Cerca de 20-40% das mulheres com 35 anos e mais velhos têm miomas. Miomas são mais comuns entre mulheres de ascendência Africano-Americano. Algumas estatísticas indicam que até 80% das mulheres afro-americanas irá desenvolver miomas uterinos. Enquanto algumas mulheres não sentem nenhum dos sintomas de miomas, a localização eo tamanho dos miomas pode causar sintomas que podem afetar a qualidade de vida de uma mulher. Miomas são hormonalmente sensível assim que os sintomas tendem a ser cíclicas, como a menstruação. Como os níveis de estrogénio tendem a aumentar antes do início da menopausa, isto pode fazer com que o tamanho de muitos miomas uterinos para aumentar. Isto pode causar um aumento nos sintomas de miomas bem. Durante a menopausa os níveis de estrogênio diminuem drasticamente, fazendo com miomas a encolher.No entanto, as mulheres que tomam a terapia de reposição hormonal (TRH) durante a menopausa podem não sentir qualquer alívio dos sintomas, porque o estrogênio contido neste regime pode causar tumores fibróides para ampliar e sintomas para retornar. O tamanho dos miomas variam de muito pequeno (tamanho de uma noz) como grande como um melão ou ainda maior.Tipicamente, os médicos medir fibróides uterinos em termos do tamanho do útero durante a gravidez, por exemplo, uma muito grande pode causar mioma do útero para tornar o tamanho de uma gravidez de seis ou sete meses (24-28 semanas). Além disso, não pode ser um mioma dominante ou um cluster de muitos pequenos miomas.

Em quais tipos de cirurgia a cola GLUBRAN TISS pode ser utilizada?

A cola GLUBRAN TISS pode ser utilizada em diversos tipos de cirurgias, como por exemplo:

• Cirurgia Plástica

• Estética e Reparadora;

• Cirurgia Geral;

• Obstétrica;

• Dermatológica;

• Enxerto de pele;

• em Pronto Atendimento, entre outras.