PULMONX

  • PULMONX
  • PULMONX PACIENTES
  • PULMONX PROFISSIONAL
  • Perguntas frequentes

HOME-LOGO

Escolha a opção abaixo que você deseja entrar.

 

botao profissionalbotao paciente

 

 

FOTO HOME PULMONX

 

 

Meu médico não conhece a técnica, e agora?

Existem centros de referência no Brasil que realizam este procedimento. O paciente e seu médico devem fazer contato com um destes centros para receber as informações necessárias sobre o encaminhamento para avaliação. Usualmente, o centro de referência que recebe o paciente fará contato com o médico que acompanha o paciente para os esclarecimentos necessários sobre as indicações e o tratamento com válvulas. É fundamental que após o tratamento com válvulas o paciente retorne ao médico Pneumologista de origem para acompanhamento clínico regular em consultório ou ambulatório. A equipe que realiza o procedimento estará sempre à disposição do médico Pneumologista e do paciente para orientação e acompanhamento.

É coberto pelos planos de saúde?

Ainda não está disponível no ROL da ANS (Agência Nacional de Saúde), entretanto diversos convênios têm aprovado caso por caso.

É feito pelo SUS?

As válvulas possuem registro junto a ANVISA desde 2005, entretanto, ainda não está disponível para tratamento via SUS.

O que posso esperar do procedimento, qual é a eficácia?

Embora as válvulas não sejam capazes de reverter ou curar o enfisema, o procedimento tem se mostrado seguro e eficaz em pacientes portadores de enfisema pulmonar avançado resultando em melhora da falta de ar, aumento da capacidade de exercício nas tarefas diárias e melhora da qualidade de vida. Tais benefícios são de intensidade variável de um paciente para outro na dependência do grau de comprometimento pela doença (enfisema) e da seleção adequada do paciente para o procedimento. Esta seleção é baseada em avaliação de função pulmonar, radiografias (tomografias) entre outros exames que definirão se o paciente é elegível para o procedimento. O tratamento com as válvulas não impede que o paciente se submeta futuramente a outras modalidades de tratamento, incluindo cirurgias e transplante. O tratamento com válvulas não substitui o tratamento clínico com medicações que deverá ser continuado sob a orientação do médico Pneumologista que acompanha o paciente regularmente.

Como é o procedimento de colocação das válvulas?

O preparo para o procedimento inclui ajustes na medicação, avaliação com tomografia computadorizada do tórax (radiografia), exame de função pulmonar (teste do sopro) e reabilitação pulmonar (programa de exercícios ministrados por médicos e fisioterapeutas especializados). O procedimento requer internação hospitalar e é feito através de um exame chamado broncoscopia flexível o qual permite ao médico ver a parte interna das vias de passagem do ar para os pulmões (traqueia e brônquios). A broncoscopia flexível é realizada sob sedação que é um tipo de anestesia na qual o médico administra medicação pela veia que induz a um sono profundo durante o período do exame. Através da broncoscopia flexível, instalam-se pequenas válvulas no interior dos brônquios. O procedimento dura entre 30-40 minutos. Depois de colocadas, as válvulas não causam dor ou sensibilidade local, sendo construídas com materiais especiais para permanecerem onde são colocadas. O paciente permanecerá internado por 2 a 3 dias para observação, após o qual obterá alta do hospital para casa, devendo retornar ao médico Pneumologista para avaliações regulares uma após a alta.

A válvula brônquica é indicada para qualquer portador de DPOC?

Não. Embora as válvulas não revertam ou curem o enfisema pulmonar, o procedimento é seguro e eficaz apenas em casos muito bem selecionados, a forma de realizar a seleção, ou seja, de saber quem se beneficiará do procedimento, passa por uma avaliação que inclui diversos exames médicos e radiografias. As válvulas brônquicas são indicadas para determinados tipos de DPOC. Mais especificamente para portadores de enfisema grave com acometimento predominante de determinadas áreas do pulmão (lobo). Assim sendo, a indicação da colocação das válvulas deve ser estabelecida por especialistas que irão analisar e solicitar exames para ver se existem condições técnicas para a colocação das válvulas.

O que são e como funcionam essas válvulas brônquicas?

Válvulas brônquicas são dispositivos colocados nos brônquios. O procedimento de instalação das válvulas é realizado através de uma broncoscopia com mínima permanência hospitalar. Uma vez colocadas, as válvulas dificultam a entrada do ar dos pulmões ao mesmo tempo em que facilitam a saída do ar das áreas mais afetadas pelo enfisema, desta forma a medida que o indivíduo respira as válvulas reduzem o volume de ar pulmonar nas áreas doentes, permitindo que outras áreas menos afetadas pela doença funcionem melhor, facilitando a respiração. As válvulas são feitas para ficarem no local, porém podem ser removidos por endoscopia caso necessário. Essas válvulas proporcionam a melhora dos sintomas, da capacidade para o exercício e dando qualidade de vida dos pacientes